Zumbido


Zumbido

Você não precisa de acostumar

O zumbido é caracterizado pela audição de um som - constante ou que vai e volta - sem que haja uma fonte sonora no ambiente. 

No mundo, segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), são 278 milhões de pessoas com o problema. No Brasil, estima-se em algo próximo dos 30 milhões de pessoas que sofrem com o Zumbido. A boa notícia é que tem tratamento.

A percepção do zumbido é bem individual, assim como o impacto que ele causa na vida de quem convive com ele. Há relatos de sons de apito, abelha, panela de pressão, grilo... Para algumas pessoas é apenas mais um aspecto da vida; para outras, algo insuportável. 

O zumbido pode aparecer em qualquer idade, em pessoas com audição normal ou não. Porém, segundo as pesquisas mais atuais, cerca de 90% dos casos de zumbido são, na verdade, um sintoma de perda auditiva. 

A forte ligação entre zumbido e perda auditiva facilita bastante o tratamento. Nesses casos, para a maioria dos pacientes, o uso de Aparelhos Auditivos com amplificação é suficiente para acabar com os dois problemas. 

Caso a amplificação não seja suficiente ou para aquelas pessoas que apresentam zumbido mesmo tendo audição normal, os Aparelhos Auditivos AudioPrime possuem um recurso específico para o Tratamento do Zumbido: o Gerador de Som.

A primeira etapa da Terapia consiste em definir, por meio de exames específicos, as principais características do zumbido.  

Com o resultado dos exames, o fonoaudiólogo configura um Aparelho Auditivo que vai gerar um novo som, que o cérebro percebe, claro, porém não reconhece como algo nocivo. Passando a prestar atenção ao novo som, a pessoa vai deixando de perceber o zumbido e volta a Ouvir o Som do Silêncio.

A Terapia Sonora precisa produzir mudanças cerebrais e no sistema auditivo. Esse processo pode não acontecer de forma imediata ou em um único dia. Alguns pacientes se habituam rapidamente, há inclusive relatos de alívio imediato; para outros, o processo pode ser um pouco mais lento. De qualquer modo, tenha sempre em mente que viver sem zumbido é possível.

É como treinar o cérebro para lidar com o zumbido da mesma forma que lida com o som de uma CPU: ele percebe o som quando o computador é ligado, mas rapidamente passa a ignorá-lo, a ponto de só voltar a perceber quando ele é desligado.

O ideal é procurar orientação se o zumbido persistir por mais de um dia, mesmo acreditando que será possível habituar-se sozinho. 

Lembre-se sempre: Zumbido tem tratamento. Você não precisa se acostumar com ele.

Conte conosco para te guiar nessa jornada! 


[+] Leia mais sobre o Zumbido